Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Poesia Desconhecida

A Poesia Desconhecida

26
Jan20

O carinho de Bolsonaro: Moro é um ministro como outro qualquer

Talis Andrade

Aroeira

por Fernando Brito

Na reportagem da Folha, em que Jair Bolsonaro nega – negar é uma obrigação, no caso – estar fritando Sergio Moro há uma frase que, não por acaso, é para fritar Sergio Moro:

— (…) todos os ministros têm o mesmo valor para mim e eu interfiro em todos os ministérios.

De uma só tacada, vão-se formalmente a condição de “superministro” e a “carta branca” para gerir o aparato policial do Ministério da Justiça.

O que o repórter do jornal não sentiu, Sérgio Moro certamente terá sentido.

A mídia se apressa a vir em socorro do ex-juiz, repetindo monocordicamente que ele tem os mais elevados índices de popularidade, em considerar que, rompendo com Bolsonaro perde boa parte dele e terá de enfrentar o destino de quem dissente do führer, já amplamente demonstrado em diversos casos.

O Globo, em editorial, diz que a aliança Bolsonaro-Moro foi “uma aposta errada”.

E, sobretudo, um hiato naquilo que, desde os 24 anos, quando tornou-se juiz: ter poder.

Aroeira, que ilustra o post, mais uma vez acertou: o canibalismo é prática comum aos escorpiões. Humanos, inclusive.

26
Jan20

Petardos: Corrupção aumenta com Bolsonaro

Talis Andrade


O “capetão” Bolsonaro foi eleito com base na promessa de que iria acabar com a corrupção no país – e muito otário acreditou nessa bravata. Agora, porém, o Brasil repete a pior nota no ranking de percepção do combate à corrupção elaborado pela ONG Transparência Internacional

corrupcao brasil bolsonaro.jpg

 

 

por Altamiro Borges

Após as denúncias de laranjas, rachadinhas, Queiroz, Val do Açaí e “Micheque”, entre outras, o Brasil caiu uma posição no ranking do IPC (Índice de Percepção da Corrupção) no ano passado e agora ocupa a 106ª posição entre os 180 países avaliados

***

“O resultado reflete um ano de poucos avanços e muitos retrocessos na luta contra a corrupção no Brasil”, avalia Bruno Brandão, diretor da Transparência Internacional. Para ele, estudo prova que “o discurso não é o suficiente”. Só os otários acreditam nas fake news bolsonarianas!

***

Perguntar não ofende-1: A Justiça do Distrito Federal deu prazo de cinco dias úteis para o chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, esclarecer os contratos de sua firma com redes de TV que receberam publicidade do governo. O lobista já prestou contas?

***

Perguntar não ofende-2: Quando o STF vai se pronunciar sobre a investigação do pagamento de Caixa-2 da empresa J&F ao ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil). O assunto estão travado no Supremo desde fevereiro do 2019 – já dá até para ter festa de aniversário de um ano no laranjal

***

O curioso nessa história é que o próprio Onyx Lorenzoni já admitiu o crime. Ele confessou ter recebido na moita R$ 100 mil da J&F na eleição de 2014. Na maior caradura, disse que foi perdoado por Deus. Na sequência, o juizeco Moro também absolveu o compadre do laranjal. E o STF?

***

Mônica Bergamo informa: “PCdoB, PSOL e PT protocolaram representação contra a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) na PGR. Pedem que seja investigado áudio em que Zambelli diz só ter conseguido liberar emendas após votar pela reforma da Previdência”. Muita grana rolou nesse golpe!

***

“O índio mudou, tá evoluindo. Cada vez mais o índio é um ser humano igual a nós”, disparou Bolsonaro em vídeo nas redes sociais nesta quinta-feira. Com seu piriri verborrágico quase diário, o “capetão” deve envergonhar até alguns dos seus apoiadores mais tapados e imbecis

***

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, encaminhará ao MPF e à PF os conteúdos falsos que circulam contra ele na internet. “Vamos denunciar e cobrar, antes que as milícias digitais viciem outra eleição… Vamos divulgar cada mentira e cobrar providências das autoridades”, afirma

***

Da Época: “Ministério dos Direitos Humanos admitiu por meio da Lei de Acesso à Informação que não usou como referência nenhum dado ou pesquisa científica que comprove a eficácia da abstinência sexual”. Mas Damares da Goiabeira prepara campanha milionária para divulgar a cruzada

***

Segundo o ministério, embora já esteja sendo preparada uma campanha publicitária sobre o assunto, os estudos ‘estão sendo aprofundados’… Não foi informado o exemplo de nenhum país cujos indicadores sociais tenham melhorado com a abstinência sexual”, completa a revista

 

 

21
Jan20

LOUVAÇÃO

Talis Andrade

 

(Trechos de um hino estudantil)

ALIENARO bolsonaro hacker.jpg

 

 

As crianças

aprendam a lição

 

- Adolf Hitler

o redentor

o nosso herói

o ser mais nobre

de todo o vasto mundo

 

As crianças cresçam

repetindo a canção

 

- Por Hitler vivemos

por Hitler morreremos

Hitler o nosso senhor

que governa um novo mundo

 

Assim criamos a nação

de uma raça superior

assim erguemos as cruzes

pelo caminho da purificação

 

---

Ilustração João Vaccari

21
Jan20

O BAILE 

Talis Andrade

_vitort bolsonaro nazismo.png

 

 

Rodando tanques pelas ruas

mantendo cachorros e vigias

      em cada esquina

infiltrando espias nos lares

      nos mais insuspeitos

      lugares

os asseclas de Hitler constituem

uma milícia de esbirros

      vestidos de fogo

      as bocas vomitando

      fumaça e cinzas

 

Os asseclas de Hitler bailam

sobre milhões de cadáveres 

21
Jan20

GEOPOLÍTICA

Talis Andrade

 

nazism __predrag__srbljanin.jpg

 

 

De quarentena os poetas

que dedilham as cordas do lirismo

poetas amarelados doentios

chorando nos bares

      as pobres rimas

chorando e gemendo as dores

      de sifilíticos amores

 

Degrada de tua porta

os poetas os profetas

semeadores dos vírus

subversivos

 

Queima os livros

que te desagradam

e degradam a pureza

o idealismo dos jovens

Fecha os jornais

nanicos e derrotistas

 

Leva à execração pública

todos os artistas

efeminadas criaturas

incuráveis parasitas

incapazes de ações guerreiras

incapazes de atos heroicos

indignos de vislumbrarem

mil anos de Reich

 

---

Ilustração Predrag Srbljanin

11
Mai18

Napoleão Bonaparte. A marcha fúnebre (ato 8)

Talis Andrade

A-Retirada-de-Napoleão-de-Moscou_Adolph-Northen-c

 

 

No cruel desterro

destes mares

a carne dilacerada 

as feridas sangrando

revejo os cadáveres 

que alicerçaram

minha passagem

 

Meu espectro passeia

por fileiras e fileiras

de corpos enterrados

nas encruzilhadas

de corpos abandonados

nos campos nevados

 

Na lenta agonia

da cruentação

revejo os corpos

dos meus soldados

 

A carne podre

estrume

adubo da terra

outros soldados

repisarão

 

Funéreo destino

dos exércitos

marcharem

sobre pilhas

de cadáveres

 

 

 

 

 

 ---

A Retirada de Napoleão de Moscou por

Adolph Northen, 1860

11
Mai18

Napoleão Bonaparte. A expiação (ato 6)

Talis Andrade

Horace-Vernet-Napoleon-s-Tomb.jpg

 

 

Neste ermo

último desterro

o ensurdecedor

furor das ondas

reverbera nas negras rochas

abafando-me os queixumes

 

No encerro 

destes mares

não há ritual

nem corte

além da morte

 

A rotina cheira

a urina e estrume

Nenhum disfarce

nos esconde a face

 

Ninguém perdoa

os perdedores

 

 

 

 

---

"Túmulo de Napoleon", por
Emile Jean Horace Vernet - óleo sobre tela - 54 x 81 cm - 1821 - (The Wallace Collection (London, United Kingdom))

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D