Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Poesia Desconhecida

A Poesia Desconhecida

26
Jun17

VINTE

Talis Andrade

nina rizzi feira.JPG

para Nina Rizzi

 

Pelos vinte dedos que representam a unidade

o homem e o Deus solar

Pelos vinte poemas de amor de Neruda

e uma canção desesperada

Pelos vinte pés quadrados de terra medida

para plantar o milho preciso

à sobrevivência de um vivente

Pela minha alma perdida

 

contarei os vinte’agosto

sonhando a colheita sagrada

do teu corpo

que busco na distância

 

Mais fundo minhas mãos penetrem

o medo

sejas uma visagem

alucinação

no desvario de ser

de outras eras

de espera

 

 

---

Ilustração: Fotografia de Nina Rizzi, por Talis Andrade

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D